Desmistificando o Pilates – A atividade física do “momento”.

Postado por: Thelma Dutra Silveira em 22/04/2014 ás 16:51

O Pilates é uma modalidade não tão nova, mas que está se destacando no mercado do fitness há pouco tempo. É um método que trabalha o condicionamento físico e mental através de aparelhos específicos com instrutores/professores formados em fisioterapia ou educação física.
O método foi sistematizado pelo preparador físico alemão Joseph Hubertus Pilates, em 1920, de quem herdou o nome. É uma forma de se exercitar, diferente de tudo o que você já praticou.
Recebeu destaque no Brasil há alguns anos (2000) como um tratamento de reabilitação, mas atualmente é utilizado como um método de condicionamento físico para a melhoria da qualidade de vida, e até mesmo como tratamento estético. No mundo fitness, ideal para quem não curte a malhação tradicional ou para quem já está cansado das academias de ginástica.

Pilates é apenas para reabilitação ou para pessoas com problemas de coluna?

O “Pilates reabilitação” é indicado para tratamento de patologias da coluna vertebral (hérnias de disco, escoliose e lordose, por exemplo), de dores agudas, de patologias articulares diversas (torsão, estiramento muscular, artrose, tendinites), de sequelas neurológicas (derrames, parkinson, distrofia muscular) e para o recondicionamento pós-cirúrgico. A sua execução deve ser orientado por fisioterapeutas ou Educadores Físicos e pode ser feito por qualquer indivíduo, desde o super-treinado ao sedentário, do idoso ao adolescente e das grávidas aos pacientes em fase de reabilitação. Pode, ainda, ser recomendado como condicionamento e prevenção de lesões para todos os indivíduos.

Pilates é melhor que musculação?
A resposta é simples: Pilates é ótimo, musculação também, e juntos são excelentes.
Tudo depende do objetivo, da maneira como os exercícios serão conduzidos e da afinidade de cada um com o método. Por exemplo, um jogador de futebol ou mesmo um corredor, a conciliação do Pilates e musculação contribui significativamente com o desempenho, ganho de força e resistência. Para isso, é fundamental o acompanhamento e orientação adequada.
A musculação exercita músculos mobilizadores (músculos grandes) localizados superficialmente e que se cansam rapidamente. Pode-se dizer que são responsáveis por movimentos de grandes amplitudes, são exemplos, bíceps, tríceps, quadríceps, isquiotibiais, glúteos, reto abdominal, dentre outros.
O método Pilates possibilita a realização de um treino profundo, de natureza estática a nível abdominal e excêntrica a nível periférico, fazendo com que exista uma melhora da estabilidade corporal sem que haja aumento de tensão. Pois, todo o seu corpo estará envolvido no movimento trabalhando o corpo como um todo.

Pilates X musculação:

Pilates:
• Melhora o equilíbrio;
• Melhora concentração;
• Fluidez dos movimentos;
• Aumenta a estabilização corporal;
• Melhora a postura;
• Melhora da flexibilidade;
• Trabalha o corpo como um todo;
• Possibilidade de lesão praticamente zero.

Musculação:
• Hipertrofia;
• Realizar manutenção ou aumento de massa óssea;
• Fortalecimento de grupos musculares específicos.

Pilates e Musculação:
• Aumento da força;
• Aumenta a estabilidade articular;
• Promove equilíbrio muscular;
• Melhora da postura;
• Melhora o condicionamento físico geral;

O Pilates é recomendado para a terceira idade?
“Se aos 30 anos você está sem flexibilidade e fora de forma, você é um velho. Se aos 60 anos você é flexível e forte, você é um jovem”O manual “Envelhecimento ativo: Uma política de saúde”, da Organização Mundial da Saúde, descreve que a atividade física regular e moderada reduz o risco de morte por problemas cardíacos. Outro agravante da saúde na maturidade é a postura incorreta, que além de diminuir a auto confiança e a dignidade, obstrui a respiração, tenciona os músculos e ligamentos e afeta as articulações da coluna. Dessa forma, o Pilates é recomendado como método de prevenção, reabilitação e manutenção da saúde.

Por que o Pilates é tão indicado para gestantes?
O corpo muda rapidamente durante a gestação, o que causa desconforto, dores e má postura. Mas tudo isso pode ser amenizado com o método de condicionamento físico Pilates.
Desde que não haja contra-indicação médica, as grávidas podem começar o exercício logo depois do terceiro mês de gestação.
Os benefícios de praticar Pilates durante a gestação são:
- Alongamento e fortalecimento da musculatura, principalmente a do abdômen, glúteos e parte inferior das costas, considerada o centro de força do corpo e responsável pela sustentação da coluna vertebral;
- O fortalecimento do abdômen e períneo, facilita o trabalho de parto final e a passagem da criança, assim como recuperar-se melhor após o nascimento do bebê.
- Resgate da respiração correta. Com o passar dos meses, as gestantes passam a respirar mais rápido e de forma incompleta, pois o ar não chega a atingir a parte inferior do pulmão, região onde as trocas de oxigênio são mais eficientes;
- Fortalecimento dos músculos dos membros superiores para futuramente carregar o bebê e ajustar o corpo ao aumento de peso e volume das mamas;
- Mobilização da coluna lombar, que perde sua curva natural durante a gestação, aliviando assim as dores;
- Fortalecimento da musculatura das pernas, aumentando a circulação sanguínea;
- Conforme a mãe controla melhor o seu peso, praticando Pilates, o crescimento do útero e do bebê será adequado, além de receber endorfina (hormônio do relaxamento) que contribui para o bem estar dele;
- Como muitos exercícios do Pilates são feitos "de quatro apoios" (quatro apoios: os dois joelhos e as duas mãos, ou cotovelos), posição que ajuda a aliviar a pressão sobre as costas e a bacia, além de ser ótima para auxiliar os bebês a se movimentar na direção certa para a hora do parto.

Enfim, o Pilates é um método quase centenário, que veio para ficar e evoluir por muitos e muitos anos.
E você já experimentou Pilates? Não fique apenas nos conceitos, sinta, respire, centralize e deixe-se envolver por este método revolucionário!


Ver mais matérias


NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail em nossa newsletter e receba informações e seu e-mail.

Laboratório Antonello - Todos os direitos reservados © 2019