Biópsia Líquida para Mutação T790M do Gene EGFR

Postado por: Rodrigo em 30/07/2019 às 15:36

Detecção de mutação frequente do gene EGFR, relacionada ao câncer de pulmão.

Resumo: As mutações no gene EGFR podem estar relacionadas a diversas neoplasias, entre elas o carcinoma de pulmão de não pequenas células (NSCLC). A biópsia líquida para a análise da mutação T790M nesse gene avalia o DNA tumoral circulante no sangue do paciente e, portanto, oferece uma alternativa minimamente invasiva para a pesquisa dessa alteração genética do tumor. A mutação T790M nos pacientes com NSCLC está associada à resistência ao tratamento com inibirdores de tirosinoquinase (TKI), como gefitinibe e erlotinibe. Dessa forma, a sua pesquisa tem utilidade tanto no momento inicial do diagnóstico quanto para monitoração sistemática e em tempo real da doença durante o tratamento.

 

• Biópsia líquida para pesquisa de mutação T790M no gene EGFR 

• Detecção de mutação no gene EGFR utilizando DNA tumoral circulante








Notícias Relacionadas


NEWSLETTER

Cadastre seu e-mail em nossa newsletter e receba informações e seu e-mail.

Laboratório Antonello - Todos os direitos reservados © 2019